Magrelas Como Condução !!!

Pessoal, saiu uma matéria bastante interessante no Diágio Gaucho de hoje... Onde falava do pessoal que utiliza a bike como meio de transporte... Para ir ao trabalho por exemplo... Como eu estava na espera para um procedimento cirurgico que fiz hoje, e a matéria me interessava... Li toda e achei interessante divulgá-la aqui no Blog...



A matéria é da jornalista Roberta Schuler, do grupo RBS..

"O dia nem bem amanhece, e as ruas da Capital são tomadas por trabalhadores. Sobre duas rodas, eles percorrem quilômetros para economizar na passagem, chegar antes ou fugir do ônibus lotado. Para isso, desviam do medo da violência e passam por cima dos perigos do trânsito.Em um universo de 2 milhões de viagens diárias - entre ônibus, carros e outros veículos - , 30 mil idas e vindas são de bicicleta. E para melhorar a vida dos ciclistas - principalmente os que usam a magrela para ir ao trabalho - a prefeitura estuda um Plano Cicloviário, que deve ser lançado nos próximos dias.Enquanto isso, a falta de pistas apropriadas e os descuidos dos condutores engrossam as estatísticas de acidentes. O último deles matou Tiago Pereira, 18 anos. Ele andava pela Rua Frederico Mentz, na noite do sábado passado, e foi atropelado."Não agüento um ônibus fechado"Às 5h30min, todos os dias, a gari Vera Maria da Silva, 58 anos, sai da Parada 13 da Lomba do Pinheiro rumo à capatazia do DMLU na Vila Pinto, Bairro Bom Jesus. De tênis, agasalho e mochila, carregando o uniforme e a marmita, ela percorre cerca de 7km durante uma hora.- Eu comecei a ir para o trabalho de bicicleta há seis anos, quando tive um problema de saúde, e nunca mais parei. Não agüento ficar num ônibus fechado - conta a gari, que deixou o cigarro e mudou os hábitos alimentares na mesma época.Sem capacete ou qualquer tipo de sinalizador, Vera abre o olho no trânsito.- Saio de madrugada e vou cuidando os carros. De vez em quando eu uso o colete. Só teve uma vez que eu atropelei um táxi. Graças a Deus foi só o estrago da bicicleta - lembra.Projeto em estudoDe acordo com o titular da EPTC, Luís Afonso Sena, a idéia do Plano Cicloviário surgiu a partir de um estudo que apontou os locais onde há maior concentração de ciclistas. Nele, identificou-se 490km em potencial para ciclovias e ciclofaixas.- Hoje, poucas pessoas se arriscam a andar de bicicleta, e temos apenas trechos perto de parques. A partir do plano, a proposta é a criação de uma ciclovia mais útil, em rotas de trabalhadores, e não apenas em bairros de classe média-alta.Como será- O projeto prevê trechos na Restinga, na Orla, na Avenida Ipiranga e em bairros da Zona Norte, onde há grande concentração de ciclistas, entre outros.- Ciclovia é quando é criado um espaço separado do trânsito de veículos, junto ao meio-fio para bicicletas. A ciclofaixa é apenas uma pintura na pista, que se destina ao trânsito de bicicletas.- No projeto, existe a intenção de criação de rotas ciclísticas - caminhos continuados ligando pontos distantes da cidade.- Conforme a EPTC, o plano tem o aval de associações de ciclistas e envolve outras áreas da prefeitura.Freio só no péPilotando "seu camelo com freio de pé e kit remendo" - para não ficar na estrada por causa de um pneu furado - , há 14 anos o jardineiro Paulo Ricardo Pinto, 46 anos, sai da Parada 56, em Alvorada, rumo ao Bairro Sarandi.- Eu boto a minha esposa no ônibus e saio de bicicleta. Nós vamos para o mesmo lado e eu chego antes que ela. Com as obras da Baltazar e mais o tempo de espera na parada, é mais ligeiro vir assim - conta o jardineiro que diz encontrar diariamente 40 ciclistas em seu caminho.Outra vantagem apresentada por Paulo são os R$ 127 que sobram por mês, valor das passagens de ônibus que ele deixa de pagar. Com a economia, foi possível trocar o aparelho de som.- A gente só tem que cuidar o trânsito e a violência. Já fui assaltado quatro vezes, e numa delas me levaram até a bicicleta - lembra o ciclista, que anda sem capacete e sem sinalizador.Saiba maisNúmeros- De um universo de 2 milhões de viagens por dia (carro, ônibus, a pé etc.), 30 mil são de bicicleta (em dias úteis) na Capital.- Em 2006, ocorreram 396 acidentes com ciclistas - com 12 mortes.- Em 2007, foram 392 acidentes - com nove mortes.- Na comparação, houve uma redução de 25% do número de vítimas e de 1,02% no número de acidentes.- O primeiro balanço de 2008 fecha na metade do ano.Mandamentos do ciclista urbano e cuidados importantes- Não ande na contramão.- Não transite pela calçada.- Utilize sempre os dois freios da bicicleta.- Respeite os sinais de trânsito.- Use sempre capacete e refletores.- Mantenha-se à direita, perto do meio-fio, em linha reta.- Não faça movimentos bruscos na rua.- Mantenha as duas mãos no guidão, exceto para fazer sinal indicativo de manobra.- Nunca pedale em jejum nem alcoolizado.- Conserve sua bicicleta em bom estado.- Diminua a velocidade nos cruzamentos, esquinas ou saídas de estacionamentos.- Esteja atento aos carros estacionados, e cuidado com portas se abrindo.- Só olhe para trás quando for realmente necessário.- Em descidas fortes, evite deixar a bicicleta correr demais.- Procure não pedalar sozinho.- Quando estiver em grupo, pedale sempre em fila única.- Com chuva ou chão escorregadio, diminua a velocidade.- Não use rádios enquanto pedala. Eles podem distrair sua atenção.- Respeite o pedestre sempre.Equipamentos obrigatórios- A bicicleta deve estar equipada com refletores dianteiros, traseiros, laterais e no pedal, pois a sinalização noturna é obrigatória, segundo o Art. 105 do Código Brasileiro de Trânsito e a Resolução 46 do Conselho Nacional de Trânsito.- É obrigatório o uso de buzina e do espelho retrovisor.- Dentre os equipamentos de segurança que não são obrigatórios, recomenda-se o uso de capacete, luvas e faróis dianteiros para o uso noturno.- Não há como aplicar multas aos ciclistas porque eles não possuem habilitação, e as bicicletas não têm placas.- Pelo código, o ciclista deve andar no mesmo sentido dos carros e na pista, pelo lado direito.Fonte: EPTC( roberta.schuler@diariogaucho.com.br )


Imprima, recorte e cobre
- O problema: falta de ciclovias em Porto Alegre
- A solução: criação de vias que possibilitem o deslocamento seguro dos ciclistas (tanto para o trabalho quanto para a recreação)
- Quem promete: titular da EPTC, Luís Afonso Sena
- Quando: lançamento do projeto deve ser feito nos próximos dias
- Onde cobrar: Rua João Neves da Fontoura, 7. Telefones: 118, 3289-4200 ou 2105-4200
"


5 comentários

Plano Cicloviário! Que maravilha! Quando ouço essa palavra penso: "Como fazer ciclovias em avenidas de Porto Alegre como: Ipiranga, Assis Brasil, Farrapos, Cavalhada, Juca Batista? A cada 500, 1000 metros tem uma interseção!" Na minha opinião, ciclovias só funcionam em trechos contínuos, como na baía norte em Florianópolis, Leblon-Ipanema no Rio e em outras cidades onde elas se localizam na ORLA! Talvez o único trecho onde possa existir uma ciclovia na capital é da Av. Guaíba (Assunção) até o Centro, seria um trecho com 12km e esse trecho não me parece o com maior demanda. Somente seria plausível se esse trecho fosse integrado com uma ligação fluvial entre POA-Guaíba. Pintar somentes faixas no chão é ricículo!

Reply

Ei! E a bicicletada de maio, não vai ter, já teve? Posso ajudar a divulgar dessa e das próximas vezes!

Reply
Atilio mod

Edu, me parece que não é assim. Nas reconversões mais movimentadas, pode haver semáforos especiais para as bicicletas. Nas outras, os carros cedem a preferência. Os carros não são preferenciais num sistema de transporte. O ideal é a convivência de todos os meios, de modo a reduzir a ditadura do carro. Com bicicletas, calçadas mais largas, ônibus, metrôs... daqui a pouco, as avenidas poderão ser menos largas, os estacionamentos não precisarão ocupar tanto espaço. Críticas pontuais ao Plano Cicloviário, me parece, não deveriam acusar como inviável o projeto como um todo. Agora, todos temos que prestar atenção e colocar posicionamentos pra não permitir que a coisa seja feita sem prestar atenção aos problemas efetivos de quem anda de bicicleta, isso sim. Vamos debater. Grande abraço.

Reply

Pessoal, estou com vocês na luta por mais segurança no trânsito para as bikes. Participem no site http://www.wrequest.com.br/17 e ajudem a tornar isso realidade!

Reply

Nossa espero que logo isso aconteça coloquem mais ciclovias
Para que todos ai tenham livre acesso ao transito.
Para que todas as pessoas tenham segurança tbm.
Nossa aqui ta muito bom, esse cantinho ta sensasional

lindo tudo isso
bjssssssss by jô

Reply